União Brasil confirma Amazonino Mendes e Amom Mandel como filiados no Amazonas

O objetivo do partido é eleger 12 governadores no pleito eleitoral do ano que vem e manter a maior bancada no Congresso

No Amazonas, o principal objetivo da nova sigla é eleger três deputados federais – Foto: Divulgação

O União Brasil, novo partido criado a partir da fusão entre o DEM e o PSL, nesta quarta-feira (6), anunciou os principais nomes de filiados no Amazonas. Amazonino Mendes e Amom Mandel devem ocupar espaços de destaque dentro da sigla na próxima eleição. Também foi confirmada a filiação do ex-deputado federal e ex-secretário de Educação, Humberto Michiles.

O objetivo do partido é eleger 12 governadores no pleito eleitoral do ano que vem e manter a maior bancada no Congresso. Nas redes sociais, o vereador Amom Mandel falou sobre o novo desafio que é assumir o projeto de juventude do novo partido.

“Fui anunciado como filiado de interesse pelo vice-presidente nacional do União Brasil. Com a perspectiva de desenvolver o projeto de juventude que anunciei desde o início, aceitei e vou me filiar”, disse ele no Twitter.

O União Brasil deve indicar o vereador de Manaus a uma das vagas na Câmara dos Deputados e Amazonino Mendes ao Governo do Amazonas na eleição de 2022. Os políticos vêm costurando possíveis alianças nos bastidores da política.

Amazonino adotou uma postura de pré-candidato em seu pronunciamento ao confirmar a filiação ao novo partido.

“O União Brasil será gigante também no Amazonas e com apoio de um partido forte nacionalmente vamos construir as bases para a transformação econômica e social do nosso Estado, e levar esperança ao nosso povo, principalmente dos bairros e do interior, que foram os que mais sofreram por conta de um governo desastroso”.

No Amazonas, o principal objetivo da nova sigla é eleger três deputados federais, deputados estaduais, um senador e ainda levar o Governo Estadual. Durante o evento, o presidente nacional do Democratas, ACM Neto, falou sobre a expectativa da nova sigla para o Estado.

“O União Brasil tem um projeto forte para o Amazonas, inclusive com a candidatura para governador. Estamos conversando com o ex-governador Amazonino Mendes através da pessoa de Pauderney Avelino, com o objetivo de agregar ao máximo nossos horizontes”, afirmou.

Fusão 

A absorção entre as duas legendas ocorreu em Brasília na manhã desta quarta e o processo segue para a aprovação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os ministros terão um período de  três meses para analisar a fusão. Mesmo com baixas nos dois partidos, o União Brasil deve contar com a maior bancada na Câmara dos Deputados