Universitários fazem protesto contra as péssimas condições de acesso à UFAM em Benjamin Constant

BENJAMIN LAMA capa

Manifestantes percorrem as principais ruas da cidade de Benjamin Constant

Acadêmicos do Instituto de Natureza e Cultura (INC), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) protestaram contra as ruas esburacadas e cobertas de lama do município de Benjamin Constant (localizado a 1.121 quilômetros de Manaus). Os universitários contaram com a participação de docentes e técnicos da instituição de ensino e também da população que se juntou à caminhada no decorrer do percurso.
Os manifestantes caminharam por mais de 4 quilômetros desde o INC até a praça da Matriz entoando palavras de ordem e empunhando faixas com frases como “MARCHA DOS BOTINADOS – LIBERDADE DE EXPRESSÃO” e “SEM MOBILIDADE NÃO HÁ FELICIDADE”, além de diversos cartazes. De acordo com os manifestantes, os acadêmicos, servidores e moradores estão revoltados com as péssimas condições das vias que dão acesso ao instituto.

O protesto, segundo um servidor do INC que participou da passeata, teve por objetivo chamar a atenção do Poder Público para que melhore as vias de acesso à universidade, entre outras reivindicações. “Foi algo para alertar as autoridades competentes para que possam resolver este problema enfrentado todos os dias. São alunos e servidores da universidade tendo a dificuldade de se locomover com segurança já que, constantemente, acontece de chegarem completamente sujos de lama e até machucados por conta de quedas nas motos. Foi uma passeata sem apelo eleitoreiro, que já deveria ter acontecido Há algum tempo”, destacou.

Para o acadêmico Guaraci da Silva Assis, do curso de Letras do INC, o ato foi civilizado e demonstrou a insatisfação não só dos universitários, mas da comunidade local. “Como discentes e cidadãos, junto com o corpo docente da instituição, manifestamos nosso repúdio ao descaso da administração pública com esta cidade.

Segundo os organizadores, a manifestação reuniu cerca de 300 pessoas e, mesmo com as péssimas condições das vias, percorreu as principais ruas da cidade.

BENJAMIN LAMA 1 b

Rua 1º de maio, na Colônia, principal via de acesso ao Instituto de natureza e Cultura de Benjamin Constant

BENJAMIN LAMA 2 b

Rua Américo Maciel, na Colônia, é outra “opção” de acesso a quem quer chegar ao INC