Uso de máscara em locais abertos deixa de ser obrigatório em Rio Preto da Eva

Rio Preto da Eva é a primeira cidade a desobrigar o uso do item no Amazonas

Uso de máscara para proteção contra o novo coronavírus.

O uso de máscaras em locais abertos deixou de ser obrigatório no município de Rio Preto da Eva (distante 80 km de Manaus), e se tornou a primeira cidade do Amazonas a desobrigar o item de prevenção a Covid-19. A medida foi anunciada em uma live pelo prefeito do município Anderson Souza (PP).

Em nota, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Rosimary Costa Pinto (FVS-RCP)  informou que as prefeituras possuem autonomia para decretos que tenham validade no território do município.

No entanto, o órgão manteve a recomendação para que o uso de máscara seja mantido por todos, mesmo para aqueles que já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19.

O uso de máscara continua sendo obrigatório no município para pessoas que estiverem com sintomas gripais; funcionários de todos os estabelecimentos comerciais e industriais; em locais fechados como igrejas, auditórios , lojas, supermercados e escolas.

Além disso, o decreto prevê também que em todos os casos a população deverá apresentar o cartão de vacina que conste o ciclo vacinal completo.

Empreendedores ou cidadãos que descumprirem as determinações do decreto, poderão sofrer medidas administrativas (suspensão e/ou recolhimento do alvará aos comerciantes), medidas educativas, e multa de R$ 50 a R$ 300, multiplicada por dois a cada reincidência, podendo ainda incorrer na prática de crimes contra a Saúde Pública.

(*) Com informações da assessoria