“Vai passar de 70 óbitos”, afirma ministro da Saúde sobre vítimas em PE

JOÃO CARLOS MAZELLA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga que a tragédia provocada pelas chuvas na região metropolitana do Recife neste fim de semana vai deixar mais de 70 mortos.

Oficialmente, segundo a Defesa Civil, 33 mortes foram registradas. Mas com base em informações da Vigilância em Saúde, o ministério já considera mais óbitos.

“Sabemos que vai passar de 70 óbitos e hoje choverá 250 milimetros”, afirmou.

O governo federal encaminhou tropas militares e equipes do Ministro da Saúde à região, onde 14 municípios estão sob monitoramento. “Já estamos com equipes da Força Nacional e Secretária de Vigilância em Saúde na região”, afirmou o ministro.

O último boletim da Vigilância em Saúde aponta para a ocorrência de 538 pessoas desabrigadas ou desalojadas. Há ainda o registro oficial de pelo menos 7 pessoas desaparecidas. O informe também alerta para “grande perigo de alagamento e transbordamentos de rio, grande perigo de deslizamentos de encostas”.

Alagoas

A Vigilância em Saúde também está monitorando 33 municípios alagoanos castigados por chuva, alagamentos e inundações. Até o momento, duas pessoas tiveram a morte registrada. Foram contabilizados 2.258 desalojados e 1.854 desabrigados. Ao menos três pessoas estão desaparecidas.

Dados sobre o impacto em serviços públicos básicos também estão sendo levantados. Em São Miguel dos Campos, uma estação de tratamento de água foi comprometida. No município de São Sebastião, cinco poços também foram prejudicados.