“Vai sobrar até pra Globo porque quando mexe com Adail, mexe com caboco macho”, diz o vereador-sobrinho do prefeito (ouvir áudio)

Se não fosse trágico, seria cômico, o que foi dito pelo vereador keiton Pinheiro, sobrinho do prefeito Adail Pinheiro, numa entrevista de rádio em Coari. O parlamentar, na tentativa de desqualificar as denúncias contra o seu tio-prefeito, entre outras coisas não menos absurdas, diz que o conselheiro tutelar, conhecido em Coari pelo apelido de Piteco, que apareceu na matéria da TV Globo confirmando as denúncias de assédio sexual do prefeito a menores, “não poderia estar envolvidos nessas coisas” porque foi animador de comício de campanha do adversário de Adail. Quer dizer que um conselheiro tutelar está impedido de cumprir sua função porque participou de campanha política? Que Lei determina isso, hein? O vereador “ tropeça” tanto nas palavras que erra até o dito popular, “quem tem rabo de palha não passa perto de fogo” – ele troca o “rabo de palha” por fogo de palha. E chega ao devaneio de dizer que “vai sobrar até pra Globo” porque mexeu com Adail Pinheiro. Com essa defesa do sobrinho parlamentar, Adail Pinheiro nem precisa de adversário político, não é mesmo? (Any Margareth)