Varejo avança 2,3% em 2018; vendas do setor recuam no mês do Natal

As vendas no varejo brasileiro avançaram 2,3% em 2018, segundo informações divulgadas pelo IBGE nesta quarta (13). Foi o melhor resultado desde 2013, ano em que o volume de vendas do comércio teve um crescimento de 4,3%.

Apesar do desempenho positivo no ano passado, no mês do Natal, o setor apresentou um recuo de 2,2%, na comparação com novembro. Projeção da Bloomberg era que o volume de vendas do varejo recuasse 0,1%.

Na retração do último mês de 2018, cinco das oito atividades analisadas pelo instituto apresentaram comportamento negativo.
Os recuos que mais influenciaram em dezembro, na relação com o mês anterior, vieram dos artigos pessoal e doméstico (- 13,1%), dos móveis e eletrodomésticos (- 5,1%) e dos tecidos, vestuários e calçados (- 3,7%). Os três segmentos, porém, apresentaram alta no mês anterior.

Em relação aos setores que tiveram comportamento positivo, o destaque ficou com os livros, jornais, revistas e papelaria (5,7%) e combustíveis e lubrificantes (1,4%).
No acumulado do ano, o maior impacto pela alta de 2,3% veio do setor de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (3,8%). Na outra ponta, o maior impacto negativo veio dos combustíveis e lubrificantes, com recuo de 5%. ​