Vazantes: o rio comanda a dança em espetáculo do Corpo de Dança do Amazonas

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo o Rio Amazonas, a cidade de Manaus, a metrópole de quase dois milhões de habitantes tem seu próprio ritmo, alternando períodos de maior movimentação com outros mais calmos ou relativamente tranquilos.

A relação entre o urbano e o meio ambiente e os movimentos e inquietações inerentes ao ser humano semelhantes a periodicidade dos rios, em pleno coração da maior floresta do mundo, é o tema de “Vazantes”, espetáculo de dança e multimídia estrelado pelo Corpo de Dança do Amazonas (CDA), do Governo do Amazonas, que tem estreia mundial neste sábado (8), às 20h, no Teatro Amazonas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO espetáculo, promovido por meio da Secretaria de Estado de Cultura, e que também será encenado no domingo (9) no teatro, marca o retorno das atividades do CDA nos palcos em 2014. Esse será o segundo trabalho do grupo com o premiado bailarino e coreografo Mário Nascimento, idealizador e diretor do projeto.

Em “Vazantes” o público poderá conferir pela primeira vez o encontro de diferentes linguagens que aparentemente não se relacionam com a dança, mas que de forma surpreendente se fundem com maestria no palco com a trilha sonora pré-gravada com a Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA), regida pelo maestro Marcelo de Jesus e a leitura urbana e eletrônica do DJ Tubarão, além de um telão multimídia, que exibirá vídeos gravados em diversos locais da cidade e da floresta no qual os bailarinos da imagem e os do palco irão interagir entre si.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA“Será a primeira vez que o CDA irá trabalhar com estes novos elementos ao mesmo tempo. E a realização destas intervenções, cada vez mais positivas e frequentes, abre uma série de novas possibilidades para todos os artistas do Estado”, avaliou a diretora artística do Corpo de Dança do Amazonas, Monique Andrade.

De acordo com Monique, após esta primeira temporada de estreia no Teatro Amazonas, o CDA – que já tem uma extensa agenda de apresentações e diversos espetáculos para o primeiro semestre confirmados – aguarda a confirmação de novas datas para retomar o espetáculo.

Rio Amazonas

Com diversos trabalhos realizados no Brasil e no exterior, o mato-grossense de nascimento, radicado em São Paulo e atualmente fundador, diretor artístico e coreógrafo da companhia de dança que leva seu nome e está sediada em Belo Horizonte (MG), Mário Nascimento é a mente por trás de “Vazantes”.

Encantado desde sua primeira passagem pelo Estado para produção de “Cabanagem”, em 2010, ele mergulhou na cultura, sabores e sons regionais para criar o projeto.

“Minha impressão quando cheguei em Manaus pela primeira vez foi a mesma de muitas pessoas com quem conversei: surpresa e alegria enorme por perceber que no coração da floresta existe uma cidade rica em todos os sentidos, pulsante, vibrante e que tem estilos, tempos e movimentos próprios, assim como o Rio Amazonas”, afirmou.

O coreógrafo, que esteve na cidade no mês passado para acompanhar os ensaios finais do espetáculo e realizar a I Oficina de Dança Contemporânea para o Corpo de Dança do Amazonas, acredita que os bailarinos locais estão entre os melhores do País.

“Tenho certeza que “Vazantes” reúne alguns dos melhores bailarinos, músicos e profissionais do segmento artístico da atualidade no País”, afirmou.

Para mais informações sobre os espetáculos, eventos, projetos e demais ações promovidas pela Secretaria de Cultura em todo o Amazonas acesse facebook.com/culturadoamazonas.