Veja 10 temas relacionados à Copa que podem cair no Enem

A Copa do Mundo no Brasil ainda não acabou mas já deixou um legado para os estudantes que farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 8 e 9 de novembro. Este ano há um recorde de inscritos: 8.721.946 estudantes. Foram consultados professores de cursinhos pré-vestibular, de São Paulo, para saber de que forma o Mundial, que acaba no dia 13 de julho, pode aparecer entre as questões da prova.

1) Diferença climática

O fato de algumas seleções terem sido prejudicadas ou beneficiadas pelo clima do Brasil pode embasar questionamentos sobre as diferenças climáticas, segundo Bruno Saneti, professor de geografia do cursinho Oficina do Estudante. Saneti lembra que em um mesmo momento, ocorreram jogos em Manaus, sob uma temperatura de 36 graus, e em Porto Alegre, com 9 graus. “Países com dimensões continentais têm essa diferença. A variação está relacionada à variação de altitude. O Nordeste, por exemplo, está próximo à linha do Equador, e a Região Sul é uma área subtropical.”

2) Bactérias e vírus “importados”

A chegada de turistas de partes tão diversas do mundo no Brasil pode ter provocado a entradas de novas bactérias e vírus que o país não estava habituado, de acordo com o professor Saneti. Nos Estados Unidos, que depois dos brasileiros, representam a nacionalidade que mais comprou ingressos para os jogos do Mundial, há centenas de tipos de bactérias e vírus que não existem no Brasil. As novas moléstias podem afetar seres humanos e até a produção agrícola e pecuária.

3) Ditadura e outras comparações históricas

Os professores acreditam que a Copa possa abrir oportunidade de fazer comparações do momento histórico entre o período atual e os anos que foram realizados o Mundial. Inclusive até por meio de fotos, ilustrações e charges. Para Paulo Moraes, do Anglo, há chance maior de haver uma comparação com o ano de 1950, em que o Brasil sediou a Copa, e era presidido por Getúlio, com os tempos atuais.

Fernando Rodrigues, professor de história do Cursinho da Poli, lembra que, em 2010, quando houve Copa na África, cobrou-se conhecimento sobre segregação racial nos vestibulares. “Quando a Copa ocorreu na Alemanha, em 2006, falou-se de Guerra Fria. Acho que, no Brasil, o assunto relevante é a ditadura que ocorreu em 1970 (quando o Brasil foi tricampeão). Há também o marco de 50 anos do golpe de 64.” Segundo Rodrigues, de 26 questões que abordavam o tema Copa em vestibulares nos últimos 20 anos, 13 faziam relação com o Mundial de 1970 e a ditadura.

4) Duelos e guerras

Algumas partidas da Copa podem remeter à história dos países e ambientar perguntas de história. Fernando Rodrigues, do Cursinho da Poli, lembra das partidas entre Alemanha e França, e Espanha e Chile. “O Chile foi colonizado pela Espanha. Na Copa venceu a partida, foi como uma suposta vingança no campo esportivo.”

5) Copa das Copas

As poucas falhas identificadas na infraestrutura das cidades-sede e os protestos que foram inexpressivos durante a Copa podem se transformar em estratégia de marketing para o governo, na opinião de Saneti. “Como há questões políticas envolvidas, a questão da Copa ser um sucesso pode ser uma propaganda para o governo. Acho que pode aparecer algo assim como tema para a redação.”

6) Construções urbanas

As construções dos estádios nas cidades-sede e as alterações que tiveram de ser realizadas nas capitais no dia das partidas podem ser mote para questões sobre urbanismo, segundo Paulo Moraes, professor de geografia e coordenador pedagógico do Anglo. Informações sobre os estádios, como medidas, também podem embasar questões de ciências exatas.

7) Turismo

O fluxo de entrada e saída de estrangeiros no país, tanto os números, como a questão cultural e o contato com a diversidade podem aparecer como mote para questões interdisciplinares, muito empregadas no Enem.

8) Fuso horário

Questões que abordam o fuso horário dentro do país e até fora do Brasil em relação aos demais países do mundo podem aparecer no exame, segundo Paulo Moraes.  “Como foi acompanhar os jogos do Japão, por exemplo, pode ser cenário de contextualização para várias perguntas”, diz.

9) Patriotismo

O amor pela nação, a onda verde e amarela e a confraternização ocasionada pela esporte podem ser mote para o tema da redação, de acordo com o professor Moraes.

10) Ascensão da América

A vitória inesperada de alguns países da América Latina e Central contra campeões consagrados do futebol durante a Copa do Brasil, é para o professor Saneti, mera casualidade esportiva. Ele acha interessante o fato de países colonizados vencerem a disputa de futebol sobre seus colonizadores, mas não acredita que o Enem deva abordar o assunto diretamente. A probabilidade maior é que o Mundial sirva como pano de fundo para contextualizar as perguntas interdisciplinares.