Veja o resultado dos jogos da 5ª rodada do Campeonato Brasileiro

rodriguinho_gremio_ae_95O gol foi de Rodriguinho. Mas Marcelo Grohe merece e muito o mérito da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense na Arena. O goleiro fez neste domingo algo muito parecido a Gordon Banks, que parou uma cabeçada de Pelé na Copa do Mundo de 1970, e recebeu até o cumprimento e elogios de Fred, dono da finalização. Fez ainda mais duas importantes defesas, evitando a pressão adversária do primeiro tempo virar bola na rede. E assim ajudou o seu time a chegar a dez pontos, na terceira colocação do Campeonato Brasileiro após a quinta rodada. Os cariocas seguem com nove pontos, agora fora da zona de classificação para a Libertadores.

– Quem sou eu para ser comparado com Banks. Fiz uma boa partida com os companheiros, e tem que enaltecer a raça do time diante de um Fluminense com muita qualidade – disse o goleiro.

Na etapa final, Fred se envolveu em confusão antes de uma cobrança de escanteio e foi expulso. Recebeu o cartão amarelo depois de um empurra-empurra com Pará. Em seguida, colocou a mão no pescoço de Alan Ruiz, que desabou no chão. O árbitro Sandro Meira Ricci conversou com seu auxiliar e optou por mostrar um segundo amarelo e expulsar o atacante. Esse pode ter sido o último jogo do camisa 9 antes da Copa do Mundo.

manomenezes_corinthians_rib_95Corinthians x Figueirense

O Corinthians perdeu para o Figueirense, por 1 a 0, neste domingo à tarde, no primeiro jogo oficial da nova Arena, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Giovanni Augusto fez o gol do time catarinense, o primeiro da equipe na competição nacional. A partida registrou a maior renda da história do Timão: R$ 3.029.801,70, com 36.123 pagantes (público total 36.694).

Após o jogo, o técnico Mano Menezes reconheceu a atuação ruim da equipe. Ele preferiu não individualizar a culpa pela derrota, apesar de ter citado que Jadson esteve abaixo da sua própria média. O treinador também apontou a ansiedade pela inauguração oficial da Arena como fator prejudicial no início do jogo.

– Era algo natural em um jogo como esse. Talvez na primeira parte tenha atrapalhado, mas depois que sofremos o gol nos soltamos mais. Acho que teve um pouco de influência. A tomada de decisão foi prejudicada por conta do ambiente e a ansiedade de um dia especial – disse.

ganso_gol_saopaulo2_dur_95Flamengo x São Paulo

Na saída de campo, Rogério Ceni, jogador que mais vestiu a camisa do São Paulo, falou com autoridade: “O Ganso, quando é competitivo, não há jogador que faça o que ele faz. A bola corre mais fácil, ele faz coisas que os outros não fazem. Ele só tem que ficar ligado os 90 minutos.” Poucos resumiriam tão bem a partida deste domingo, no Maracanã. Não que o São Paulo, vencedor do clássico com o Flamengo por 2 a 0, tenha sido só o camisa 10. Mais organizado que o adversário nos 90 minutos, mostrou, no entanto, que fica mais fácil para um time sair com os três pontos quando tem o pensador, o criador, o homem para chamar a responsabilidade e dar o espetáculo. O meia foi o velho garçom nos tempos que tinha Neymar como parceiro e saiu de campo como o artilheiro da partida, com os dois gols da vitória.

Mas é bom salientar que Ganso teve também boa companhia. Alexandre Pato, de volta à equipe, foi outro gigante, com bons deslocamentos, o costumeiro e certeiro toque de bola. E o que falar de Osvaldo e Luis Fabiano? Boa movimentação, eficiência na troca de passes. Um quarteto que tem tudo para despontar no Brasileirão e já leva o Tricolor Paulista para a briga no grupo de cima da tabela, com nove pontos ganhos, dois a menos que o lider Internacional.

O Flamengo, ao contrário, começa a viver um desespero precoce. Na quinta rodada, está à beira da zona de rebaixamento, e não viu qualquer melhora na troca de treinador. O estreante Ney Franco ainda não conseguiu arrumar o time. Tanto que a torcida vaiou e voltou a gritar o nome de Jayme de Almeida, o antigo técnico, demitido no início da semana. Com quatro pontos ganhos, sem um meia eficiente na criação, sem gols – ainda por cima, Hernane, de volta à equipe, saiu com contusão no tornozelo ainda no primeiro tempo -, mostra laterais veteranos sem fôlego para apoiar e defesa com falhas na marcação.

andre-galo1Atlético-MG x Santos

Coube a um ex-menino da Vila decretar a primeira derrota do Santos no Campeonato Brasileiro e, por tabela, o primeiro triunfo do Atlético-MG longe de Belo Horizonte no torneio. Com dois gols de André, o Galo derrotou o Peixe de virada, por 2 a 1, neste domingo, pela quinta rodada da competição. A partida, que teve mando santista, ocorreu na Arena Pantanal, em Cuiabá, com público de 18.683 pessoas.

O Santos saiu na frente com Cícero, após lançamento preciso de Alan Santos. Mas, na etapa final, a pressão atleticana surtiu efeito e André, duas vezes, garantiu a vitória dos mineiros, depois de jogadas de Alex Silva e Marion, destaque do Galo na partida.

O resultado fez o Atlético-MG ganhar quatro posições e assumir o 11º lugar, com sete pontos, um a frente do próprio Santos, que cai para o 12º, com seis.

Os dois times voltam a jogar na próxima quinta-feira,fora de casa. O Santos vai ao Serra Dourada, em Goiânia, enfrentar o Goiás, às 19h30 (de Brasília). Já o Atlético-MG visita o Vitória no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

Todos os jogos

Goias 2 x 0 Botafogo

Cruzeiro 3 x 2 Coritiba

Flamengo 0 x 2 São Paulo

Corinthians 0 x 1 Figueirense

Atlético Paranaense 1 x Chapecoense 1

Grêmio 1 x 0 Fluminense

Santos 1 x  2 Atlético Mineiro

Vitória 0 x Palmeiras 1

Criciúma 0 x Internacional 0

Sport x bahia – O jogo será realizado na quarta-feira 21/05/2014

Fonte: G1