Vereador de Coari está sendo procurado pela polícia

O vereador do município de Coari, advogado Aldervan Souza Cordovil, conhecido como “Dr. Deva”, está foragido desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (27), quando policiais civis do município não conseguiram encontrá-lo para cumprir mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato. O Dr. Deva é acusado de ter apresentado comprovantes falsos de pagamentos de fiança para livrar seus clientes da prisão de Coari.

O ultimo comprovante falso apresentado foi no valor de R$ 17,6 mil em favor do então vereador Márcio Silva de Almeida, preso em flagrante pelo crime de receptação de uma motocicleta. Segundo o delegado de Coari, Mauro Duarte, Dr. Deva forjou ainda outros dois comprovantes um no valor de R$ 3,5 mil e outro de R$ 1,7 mil.

De acordo com a Polícia Civil de Coari, a fraude só foi descoberta porque o advogado Jalil Alexandre, que também defendia Márcio Silva de Almeida, solicitou a devolução da fiança supostamente paga, no entanto, nem o Banco do Brasil e a Secretaria de Estado de Fazenda (SEFAZ-AM) registraram o pagamento.

“O auto de prisão em flagrante de Márcio Almeida não foi homologado pela Justiça de Coari e, conseqüentemente, a sua prisão foi relaxada, motivo pelo qual o outro advogado que acompanhava esse caso pugnou pela devolução da fiança acima citada e que supostamente teria sido paga. No entanto, tanto o Banco do Brasil quanto a SEFAZ-AM mencionaram em documento ao Dr. Jalil que tal valor não havia sido recolhido, fato devidamente registrado nesta Delegacia de Polícia, a qual fora vítima direta dessa fraude, tendo então sido instaurado o Inquérito Policial nº 120/2016, concluído em 23.02.17”, afirmou o delegado Mauro Duarte.

O delegado Mauro Duarte denuncia ainda que o vereador Dr. Deva o ameaçou de revelar um dossiê contendo imagens e vídeos contra ele, caso o delegado tornasse público o caso. “Acontece que na última quinta (23), por volta das 16h, o delegado Mauro Duarte estava viajando a caminho de Manaus, ocasião em que recebeu ligações e mensagens de texto do celular de Aldervan Cordovil, o qual o ameaçou de revelar um dossiê contendo imagens e vídeos contra sua pessoa caso publicasse algo na imprensa e redes social contra o suspeito”, diz uma fonte da polícia ao Radar Amazônico.

Quem souber da localização do foragido, favor ligar para os contatos abaixo:

(97) 3561-3815 / (97) 98123-3791 / (92) 98818-1159 – Delegacia de Coari
(97) 99182-4473 – linha direta PM de Coari