Vereador defende reajuste salarial de 15% para professores da rede pública municipal

bibiano

O vereador petista professor Bibiano defendeu, nesta segunda-feira (22), o que ele denominou de aumento salarial justo para professores da rede pública municipal. O discurso do parlamentar foi motivado pela aproximação da data-base para o reajuste de professores estipulada no Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios dos Profissionais do Magistério do Município de Manaus (PCCS), que é o dia primeiro de maio.

Hoje, o parlamentar teve requerimento aprovado para realização de Audiência Pública com o objetivo de tratar sobre o assunto. Bibiano também apresentará indicação ao executivo municipal solicitando, além do reajuste salarial, aumento dos auxílios alimentação e transporte.

Na indicação a ser encaminhada para a Prefeitura, Professor Bibiano propõe reajuste salarial de 15%. O vereador explica que a proposta é fundamentada nas perdas salariais com base na inflação média anual do País que, em 2012, foi pouco maior de 6%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Leva em consideração ainda o salário-base dos professores da rede estadual de ensino em início de carreira, 10% superior ao dos profissionais de educação da esfera municipal.

Quanto ao auxílio alimentação, há mais de cinco anos o benefício não sofre reajuste e no mesmo período, a cesta básica apresenta crescimento de 42,08%. “Por isso, da decisão de defender aumento de 50%, que também leva em consideração os 6% da inflação do ano passado”, frisou o parlamentar, ressaltando também a necessidade de aumento do auxílio transporte, com base no percentual do último reajuste da tarifa de transporte coletivo,  em 9,1% para professores com jornada de trabalho de 20 horas e a duplicação desse percentual (18,2%), no caso dos professores com jornada de trabalho de 40h.

“Ao longo dos anos, os governantes vêm garantindo apenas a reposição das perdas salariais baseadas na inflação média anual do país. Sendo assim, considero que conceder reajuste salarial aos professores apenas no campo da reposição de perda da inflação não representa valorização da categoria”, disse.