Vereador é suspeito de usar barco de São Sebastião do Uatumã para benefício próprio 

Elienai Cursino (PP)

Foto: reprodução/Facebook

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) converteu a Notícia de Fato 172.2019.000010 em Procedimento Preparatório (PP) para apurar supostos atos de improbidade administrativa cometidos pelo vereador de São Sebastião do Uatumã (a 211 quilômetros de Manaus), Elienai Cursino (PP), mais conhecido por “Nai”. De acordo com a investigação, ele é suspeito de usar embarcação do município para benefício próprio.

A portaria que consta a informação foi assinada pela promotora de Justiça, Ynna Breves Maia e publicada no Diário Oficial do MP-AM, nessa segunda-feira (6). (Veja documento no final da matéria)

Segundo a publicação, para instaurar o PP, a promotora considerou que o uso indiscriminado de embarcação pertencente ao patrimônio público municipal para o lazer de agente público “demonstra quebra de princípios fundamentais atinentes à administração pública, como moralidade, imparcialidade e legalidade, podendo significar enriquecimento ilícito, bem como importar prejuízo ao erário”. 

Ynna Breves Maia considerou, ainda, “a necessidade de colheita de mais elementos sobre o fato investigado”, para instaurar o procedimento. 

Com isso, o MP determinou que o também vereador Moisés (PP) seja notificado para prestar depoimento sobre o fato e concomitantemente apresentar as provas de que possui, tais como vídeos e fotografias. 

Já a Câmara Municipal de São Sebastião do Uatumã deverá disponibilizar ao órgão ministerial a gravação da sessão em que o investigado supostamente confessa o uso da lancha do município.

Confira documento na íntegra