Vereador Passarão é levado para a penitenciária

Passarão Penitenciária logo pronta

Um RR (Repórter Radar) do município de Coari registrou o momento em que o vereador Rocivaldo Coutinho dos Santos (PTC), 43 anos, mais conhecido por “Passarão”, é levado para a penitenciária. Escoltado por dois policiais civis, Passarão (de boné vermelho), foi transferido da delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Coari, no final da tarde desta segunda-feira (11), para passar sua primeira noite na cadeia.

Ele foi preso em flagrante, na noite de domingo (23h30m), na rua G, conjunto Amazonino Mendes, bairro da União, mantendo relações sexuais dentro do seu carro com uma menina de 12 anos. Isso se caracteriza, segundo o Código Penal, como estupro de vulnerável.

Infelizmente esse é mais um caso de agentes públicos de Coari envolvido em pedofilia – perversão que leva um indivíduo adulto a se sentir sexualmente atraído por crianças. Segundo a delegada de Coari, Ana Oliveira, o vereador vinha abusando sexualmente da menina desde que ela tinha 11 anos. Seguindo a mesma prática de casos de pedofilia denunciados anteriormente em Coari, o vereador Passarão “comprava” favores sexuais da menina em troca de “presentes”.

E, logicamente, Passarão contou com a conivência dos responsáveis – se é que dá pra chamar essa gente assim, né mesmo? – pela criança. Denomino de “criança” porque, quando começou a ser molestada, a menina só tinha 11 anos – segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) menores passam a ser adolescentes a partir dos 12 anos de idade. Como em outros casos que ocorreram em Coari, os adultos que deveriam proteger essas meninas, devem ter se beneficiado dos favores e dos “presentes” do dito vereador.

E, na minha opinião, eles deveriam estar na cadeia para fazer companhia à Passarão. (Any Margareth)

Passarão Penitenciária logo pronta 2