Vereadora de Tonantins estaria sendo ameaçada de morte por denunciar desvio de verbas do Fundeb, dizem deputados

Deputada Alessandra Câmpelo (MDB) e deputado Serafim Corrêa (PSB) pedem proteção para vereadora de Tonantins, Suelem Lofiego

As irregularidades no pagamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) destinado aos professores de Tonantins (a 869 quilômetros de Manaus) virou pauta, nessa terça-feira (9), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Isso porque, a vereadora do município, Suelem Lofiego pediu ajuda aos deputados após sofrer ameaças de morte por denunciar o desvio da verba no município.

Segundo a vereadora, os professores de Tonantins questionam o valor do abono recebido em 2018, de R$ 1,3 mil, quando o repasse do Fundo ao município no ano passado foi superior a R$ 16 milhões.

“Fui procurada pelo sindicato dos professores, que me informou não saber o motivo da diminuição do abono do Fundeb. Cada cadeira recebeu R$ 3.600, em 2017, ou seja, quem tem duas cadeiras recebeu mais de R$ 7 mil. Mas, em 2018, o abono foi maior e cada professor só recebeu R$1.300. Os professores ficaram estarrecidos, sendo que em 2018, o valor do Fundo foi maior em mais de R$ 400 mil, em relação a 2017”, denunciou a vereadora.

De acordo com a presidente da Comissão da Mulher da Aleam, deputada Alessandra Campêlo (MDB), o órgão já acompanha o trabalho da vereadora há mais de um ano em denúncias nas áreas de saúde, segurança e educação. Campêlo se solidarizou com Suelem junto com as deputadas Joana Darc (PR) e Therezinha Ruiz (PSDB).

Alessandra disse que já enviou anteriormente ofício à Secretaria de Estado de Segurança informando as ameaças contra a vereadora de Tonantins e que vai reforçar um novo pedido de providências diretamente ao Delegado Geral.

“A gente quer que seja feita uma apuração desse caso. Como as denúncias também envolvem recursos federais, nós também podemos pedir ajuda no Ministério Público Federal nessa situação de modo que a vereadora continue exercendo sua atividade parlamentar”, afirmou Alessandra.

Presente no Plenário, o deputado Serafim Corrêa (PSB) lamentou a afronta contra a democracia sofrida pela vereadora Lofiego e entregou exemplares das Cartilhas do Fundeb 2017 e 2018.

“Quero dizer a vossa excelência que o município de Tonantins recebeu, em 2017, R$ 15.798.570,21 de Fundeb e o abono foi de R$ 3 mil. Mas em 2018, o município de Tonantins recebeu R$ 16.213.669,23 do Fundo e o abono foi de apenas R$1.500. No segundo semestre deste ano, farei uma visita a toda a calha do Alto Solimões e terei a satisfação de encontrá-la no seu município. A nossa solidariedade e a certeza de que a verdade prevalecerá”, concluiu Serafim.

Os deputados devem enviar um documento à ao prefeito de Tonantins, Lazaro de Souza Martins (PP), mais conhecido por ‘Curica’ para pedir esclarecimentos sobre os valores do Fundeb questionados pelos professores.

Com informações das assessorias dos deputados.