Anúncio Advertisement

Vereadores de ultima geração

Terminou a licitação, feita pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) para a compra dos equipamentos do kit-vereador que vai revolucionar a história do Parlamento no Amazonas. Está criado o vereador cibernético, armado com equipamentos de audio, video e instrumentos tecnológicos . Com um tablet de um lado, e um noteebok do outro, eles vão ajudar o rei Artur a mudar terrível realidade enfrentada pelo povo nos bairros da periferia da cidade. Afinal, no mundo virtual, dá pra fazer adutora não se romper, ônibus não quebrar, nem estar lotado e trocar os velhos por novinhos em folha. Buraco, então, desaparece num minuto, as ruas são perfeitamente asfaltadas. As reformas de escolas não entram pelo ano letivo, basta um apertar de botão e pronto, as construções estão finalizadas. Outro click, e 10 mil crianças que estão fora das salas de aulas, desaparecem e surgem de repente a caminho da escola. E quem disse que Manaus sofre com apagões? Isso é coisa do passado, afinal pra que servem os iluminadores de LED? São 41 espalhados por diversos bairros da cidade, e aí é só ligar a câmera (e ação) pro nosso mundo ficar todo iluminado, cenas perfeitas de um povo feliz. Nesse lindo “reino” virtual, saimos da idade média pro ciberespaço. E o prefeito ainda disse que não é mágico, não é mesmo?

Vidente surtado

E , num primeiro momento, nosso amigo vidente (lembram?) aquele que trabalha lá na Câmara Municipal de Manaus, quando soube do resultado da licitação para a compra dos equipamentos do kit-vereador entrou em surto. Afinal, vai ficar o final de semana liso já que perdeu no bolão de apostas, que ele mesmo criou, dando a garantia que a empresa que ganharia a concorrência para fornecimento do kit-vereador seria a AJL Indústria e Comércio Ltda. Acertou em parte, afinal todas as empresas que ficaram para esta última fase da licitação vão fornecer ítens que fazem parte da concorrência. E pra piorar a situação do nosso amigo vidente, a turma do Radar tá cobrando o dinheiro da aposta. Coitado!

Idéia fixa

E, o nosso companheiro vidente da Câmara tá ficando chato de tão insistente. Imagina que ele veio com uma história de que houve uma divisão dos ítens para todas as quatro empresas que participavam da última fase da concorrência só para não ficar visível o direcionamento só pra uma empresa. E ainda vem dizendo que vai esperar sair os valores dos contratos porque o maior montante vai ser da AJL. Isso já virou idéia fixa. Ôh, cabra chato!