Vereadores decidem não aumentar salários

vereadores-capa

Em uma reunião fechada com líderes dos partidos realizada na sala da Presidência da Câmara Municipal de Manaus, na manhã desta segunda-feira (5), os vereadores decidiram não aumentar os subsídios para a próxima legislatura. A proposta ainda estava sendo formatada para ir ao Plenário nos próximos dias.

O assunto foi encaminhado pelo presidente da Casa, vereador Wilker Barreto (PHS) após o término da sessão plenária. “Foi uma decisão unânime de todos os líderes. O País não está em uma situação favorável financeiramente. Estamos vivendo um momento complexo de crise. A Câmara hoje é referência de parlamento na região Norte. Avançamos em várias frentes e com essa decisão temos a certeza de que demos mais um importante passo”, destacou Wilker Barreto após reunir-se com os parlamentares.

O reajuste dos subsídios dos vereadores está previsto no artigo 29 da Constituição Federal e prevê que seja de até 75% do valor do subsídio dos deputados estaduais que hoje é de R$ 25.322,25. A lei encontra amparo também no artigo 32 da Lei Orgânica do Município de Manaus (Loman). Conforme a legislação, o aumento dos subsídios dos vereadores deveria ser apreciado na última sessão da atual legislatura, prevista para 22 de dezembro