Vergonha: Hospital João Lúcio alaga durante temporal (ver vídeo)

A noite do dia 7 de Setembro em Manaus trouxe à tona uma realidade que o Governo do Estado tem tentado maquiar: o descaso com a saúde pública. Além de enfrentar problemas como a falta de médicos e medicamentos, os funcionários do hospital tiveram que pegar em rodos para enfrentar a alagação.

O temporal que atingiu a cidade deixando vários bairros sem energia elétrica, derrubou árvores e causou um caos nas principais vias públicas, fez a água invadir o João Lucio pelo lugar mais inusitado, o teto do hospital.

Um fato desses acontecer num hospital público, faz lembrar que Governo de Amazonino dispensou milhões em licitações, desde aluguel de guinchos para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) até carros e barcos pela Casa Militar – pelo visto necessidades mais urgentes do que manutenção em hospital, né mesmo gente? -, além de ter usado R$ 5 milhões dos cofres públicos para o pagamento de uma consultoria internacional comandada pelo ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani (que até agora não deu resultados práticos porque os índices de criminalidade não têm diminuído, mesmo que a Secretaria de Segurança diga que sim).

As enfermeiras do Hospital e Pronto Socorro João Lúcio tiveram de deixar de atender os pacientes para tentar conter a força da água que descia pelas paredes e pelo teto do Hospital como uma verdadeira cachoeira.

Os funcionários do Hospital tiveram que substituir os serviços técnicos de Medicina por rodos, panos, baldes (que também estão em falta no Hospital) para que os pacientes não sofressem ainda mais. Relatos recebidos pelo Radar de profissionais do João Lúcio (que preferiram não se identificar com medo de retaliações) dão conta o caos foi instaurado no Hospital na noite de sexta-feira (7), eles estavam em completo desespero para tentar conter a água da chuva, assim como os pacientes que também entraram em pânico com medo do pior acontecer.

E, enquanto isso, Amazonino posta um vídeo em suas redes sociais falando da “boa notícia” do feriado prolongado e dizendo que será de paz, harmonia, felicidade…Onde mesmo hein? Enquanto o João Lúcio alagava não apareceu por lá o atual secretário de Saúde, nem o médico particular do governador e ex-secretário de Saúde, exonerado do cargo para tratar de eleição, Francisco Deodato e muito menos Amazonino já que estão em campanha pela reeleição.