Violência doméstica e familiar contra a mulher já somam mais de 19 mil processos no AM

O dado foi destacado na manhã desta terça-feira, (8) na abertura oficial da "Semana Justiça pela Paz em Casa", na capital amazonense.

Imagem: Gabriel Soares/Sejusc

Foi destacado nesta terça-feira (8), durante a cerimônia de abertura da “20ª Semana Justiça pela Paz em Casa”, o resultado de mais de 19 mil processos relativos à violência familiar contra a mulher tramitam no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), sendo 10.315 na capital. O número foi exposto pela coordenadora da Comissão da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJAM, desembargadora Maria das Graças Pessôa Figueiredo.

“São números alarmantes e é importante que a sociedade saiba que o Poder Judiciário, por meio de seus juízes e juízas, servidores e servidoras, atuam diariamente para combater essa infame violência e com o objetivo de punir os agressores na forma da lei”, afirmou a desembargadora em entrevista coletiva logo após o evento, que contou com a participação de diversas autoridades representando os órgãos que atuam na rede de proteção à mulher vítima de violência, em parceria com o Judiciário.

A desembargadora enfatizou que durante esta semana, estarão sendo realizadas mais de 1,2 audiências de instrução em processos que tratam de violência doméstica e familiar e tramitam nos três Juizados Especializados da capital e também nas comarcas do interior do Estado. Ela também alertou  que o enfrentamento e a superação de indicadores tão negativos em relação à violência doméstica exigem a participação de toda a sociedade, ressaltando que o problema existe em todas as classes sociais e muitas vezes se manifesta na forma de violência psicológica. “Talvez a pior delas, pois ninguém vê. A pancada aparece, mas a violência psicológica não aparece, e se encontra em todas as classes sociais, infelizmente”, disse a desembargadora.

Evento

A cerimônia que marcou a abertura dos trabalhos da “20ª Semana Justiça pela Paz em Casa”, aconteceu no hall do Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, zona Sul, onde funcionam os três Juizados Especializados no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (“Juizados Maria da Penha”). No local estiveram presentes várias autoridades e a banda de música Polícia Militar do Amazonas (PMAM).