Violência obstétrica em Itacoatiara será discutida em audiência pública da DPE

Com a iniciativa, a Defensoria pretende ouvir usuárias da rede pública de saúde para traçar diagnósticos e propor políticas públicas

Foto: ilustrativa

A violência obstétrica no município de Itacoatiara (a 176 km da capital), será tema de uma audiência pública promovida pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) na próxima quarta-feira (24). O evento será realizado às 14h, no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), localizado na rua Mário Andreazza, s/nº, bairro São Francisco, em Itacoatiara.

De acordo com a defensora pública Gabriela Gonçalves, que atua no Polo da DPE-AM no Médio Amazonas, a iniciativa busca o debate junto às usuárias da rede pública de saúde sobre a violência física e verbal sofrida por mulheres no período do pré-parto, parto e pós-parto.

“Nós queremos diagnosticar junto à comunidade porque esse problema ainda é uma realidade, porque a violência obstétrica ainda é um empecilho para que a mulher tenha resguardado seu direito à plena integridade física, mental e emocional nesse momento tão especial que é a gestação e o parto”, explica a defensora.

Não é necessária a inscrição prévia para participação na audiência pública. Também foram convidadas representantes de movimentos sociais e o Poder Público.

“A Defensoria Pública conta com a participação da comunidade e espera que juntos, em comunhão, consigamos traçar diagnósticos e propor políticas públicas para solução desse problema, de modo que o parto passe a ser um momento de boas memórias e a mulher tenha reservado o pleno respeito de sua maternidade”, ressalta Gabriela.

(*) Informações da assessoria