Wassef diz que abrigou Queiroz na sua casa por questões humanitárias

O advogado criminalista Frederick Wassef Fabio Motta/AFP

O ex-advogado do senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Frederick Wassef, afirmou em entrevista ao telejornal SBT Brasil, que abrigou Fabrício Queiroz na sua casa, em Atibaia no interior de São Paulo, por “questões humanitárias”.

Em sua versão sobre o paradeiro de Queiroz, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Wassef disse: “O que eu tenho para dizer é o seguinte: jamais escondi Fabrício Queiroz. Ele estar lá (no imóvel de Atibaia) não é nenhum crime, nenhum ilícito, não é obstrução de justiça. Não há nenhuma irregularidade”.

“(Foi) também uma questão humanitária. Porque (é) uma pessoa que está abandonada, uma pessoa sem recursos financeiros, com problemas de saúde e que o local era perto”, completou Wassef.

Queiroz foi preso na última quinta-feira, 18, num desdobramento da investigação que apura esquema de “rachadinha” – quando funcionários do gabinete devolvem parte do salário ao parlamentar – na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).  O ex-assessor é uma das peças chaves do esquema e apontado como operador do esquema que desviou milhões dos cofres públicos.