Weintraub vai radicalizar para ser candidato, dizem bolsonaristas de SP

Getty

O vídeo em que o ex-ministro Abraham Weintraub (Educação) anuncia sua volta ao Brasil, divulgado por ele em suas redes sociais nesta segunda-feira (10), foi visto por lideranças bolsonaristas em São Paulo com preocupação. Seria a prova de que ele pretende radicalizar na tentativa de ser candidato ao governo do estado.

Weintraub, alvo do inquérito das fake news, usou no vídeo imagens com ataques ao STF, inclusive o da reunião ministerial de abril de 2020, quando chamou os integrantes da corte de “vagabundos”.

O ex-ministro tenta se viabilizar como candidato da base conservadora, embora o presidente já tenha manifestado preferência por Tarcísio Freitas (Infraestrutura).

Ele, que trabalha no Banco Mundial e vive em Washington (EUA), afirma que chegará ao país em 15 de janeiro, e pretende iniciar um giro pelo estado para tentar obter apoio à candidatura.

Aliados do ex-ministro dizem que ele poderá sair candidato pelo PTB, mesmo sem as bênçãos de Bolsonaro.