Wilker Barreto pede esclarecimento da Amazonastur sobre falta de apoio ao setor turístico durante pandemia

Foto: Wilkinson Cardoso

Após realizarem uma manifestação em enfrente a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os trabalhadores do setor turístico foram atendidos pelo deputado Wilker Barreto (Podemos) que mediou junto ao deputado Tony Medeiros (PSD), presidente da Comissão de Turismo, Fomento e Negócios, um pedido de esclarecimento da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) sobre o pedido socorro dos profissionais do turismo.

A falta de diálogo e apoio por parte da Amazonastur foi um dos principais entraves apontados pelos guias turísticos, canoeiros, donos de agências de turismo e hotéis de selva e proprietários de vans presentes na reunião. Entre as principais reivindicações dos trabalhadores estão a criação de auxílio emergencial, a postergação do pagamento dos empréstimos e a isenção de taxas e impostos.

“A AmazonasTur é só promessa com os profissionais. Temos que encontrar soluções definitivas. Nem um auxílio emergencial tem para estes profissionais que mostram as nossas maravilhas para o mundo. Junto ao deputado Tony Medeiros vamos saber quais os tipos de socorro que a empresa de turismo pretende ajudar os profissionais”, declarou Barreto.

Para o empresário Peter Hagnauer, a situação de todos que trabalham com o turismo está insustentável. “Estamos aqui pedindo ajuda porque o setor está parado, sem rendimentos e sem socorro por parte do governo. O turismo do Amazonas está em situação calamitosa. Pedimos ajuda do Wilker Barreto, que já nos atendeu e nos ajudou com a primeira postergação dos empréstimos com a Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas). Precisamos de socorro”, alertou o dono de agência de turismo da capital.

(*) Com informações da assessoria