Wilker cobra da base governista respostas sobre plano de socorro à economia do AM

Foto: Assessoria

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) cobrou da base governista, durante sessão virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), realizada nesta quinta-feira (21), informações sobre as ações concretas do Executivo Estadual para o socorro da economia durante a pandemia do novo coronavírus no Amazonas.

Na ocasião, o parlamentar cobrou, ainda, informações sobre a situação do atendimento das demais unidades de saúde no Amazonas diante do atual cenário da doença.

“Desde o primeiro dia de sessão online, todos os meus questionamentos que fiz para a liderança do governo não foram respondidos. Aliás, 80% delas não tem resposta. O povo do Amazonas quer saber como está o socorro da economia, como é que estão as outras unidades hospitalares como o FCecon, o Francisca Mendes, lá também tem irmãos lutando pela vida. Não podemos baixar a guarda por conta da Covid”, disse o deputado.

Barreto ponderou, também, sobre como estão as ações do Governo para o enfrentamento da Covid-19 nos municípios do interior do Estado, já que o número de casos confirmados da doença superou os dados registrados na capital Manaus. De acordo com o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) dessa quarta-feira (20), agora são 11.081 contaminados em 59 cidades do interior (50,07%), contra 11.051 em Manaus (49,93%), totalizando 22.132 pessoas infectadas pela doença em todo o Estado.

“Já apresentei um requerimento convidando o secretário da saúde no interior para que possamos discutir ações concretas do governo para os interioranos. Estou muito preocupado porque se a doença já fez um estrago aqui em Manaus, que dispõe de mais estrutura, imagina para o nosso interior que está entregue à própria sorte”, alertou Wilker.

Outro ponto levantado por Wilker na sessão foi sobre a inspeção do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) em contratos, empenhos e pagamentos feitos na Secretaria de Estado de Saúde (Susam), realizada na semana passada. Após a conselheira Yara Lins dar um prazo de 15 dias para a pasta responder os questionamentos da vistoria, o parlamentar afirmou que irá enviar um ofício solicitando que o relatório da inspeção seja compartilhado com a Assembleia Legislativa do Estado.

Secretários de saúde

Ainda nesta quinta-feira, o parlamentar cobrou posicionamento da Casa sobre o documento enviado à Comissão de Saúde que convida para ir à Aleam o secretário Executivo Adjunto de Atenção Especializada da Capital da Susam, Ítalo Valle Cortez, e o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi Alves, para fins de esclarecimentos quanto às estratégias adotadas e a serem propagadas no Amazonas, nesta crise do Covid-19, haja vista o desenvolvimento de forma exponencial e acelerado no número de casos confirmados e óbitos.

(*) Com informações da assessoria de imprensa