Wilker cobra de secretário da Susam explicação sobre contrato de OS para administrar 28 de Agosto

Foto: Alfran Leão

Aproveitando a visita do titular da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Rodrigo Tobias à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (4), o deputado Wilker Barreto (Podemos) informou que irá cobrar explicações ao secretário sobre a decisão do Governo do Amazonas em contratar uma Organização Social (OS) para gerenciar o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, localizado no bairro Adrianópolis.

Entre os questionamentos, segundo o parlamentar, estão os motivos da privatização da unidade, que tem um dos maiores fluxos de atendimento de pacientes na rede de saúde do Estado.

No último dia 20, Wilker alertou que a contratação de uma Organização Social (OS) para o gerenciamento do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, pode trazer prejuízos à população.

“Quero que o secretário da saúde venha amanhã a esta Casa para que ele consiga convencer a Assembleia e a sociedade amazonense que colocar uma OS no 28 de Agosto é a melhor solução para a saúde pública do nosso Estado. Onde vai ser mais vantajoso em qualidade e economia esta mudança de matriz, eu já antecipo que não é”, ponderou Barreto.

O deputado também destacou que o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz, na Zona Norte atualmente é administrado por uma Organização Social, mas funciona com apenas 37% de sua capacidade total.

“Quero só reavivar a memória dos esquecidos que o Delphina hoje custa ao contribuinte amazonense a bagatela de R$ 15 milhões por mês, com apenas 37% do seu funcionamento. Custa mais caro que o 28 de Agosto e o Platão Araújo juntos. Irei questionar sobre um princípio básico da administração pública, que é o princípio da eficiência, fazer muito com pouco”, disse o parlamentar.

(*) Com informações da assessoria