Wilson Lima anuncia que seu candidato a senador é Menezes, mas Chico Preto afirma que o candidato de David Almeida é ele

Vale relembrar que o prefeito David Almeida está no mesmo grupo de Wilson Lima nas eleições deste ano em que o governador é candidato a reeleição.

O ex-vereador e pré-candidato ao Senado Federal, Chico Preto, do mesmo partido que o prefeito de Manaus, David Almeida, ambos do Avante, afirmou que não há qualquer possibilidade de abrir mão de sua candidatura a senador, mesmo após o governador Wilson Lima (União Brasil) ter declarado em entrevistas à imprensa que o candidato do seu grupo político ao cargo é o coronel Menezes, indicado pelo PL, partido de Bolsonaro e comandado no Estado por Alfredo Nascimento.

Vale relembrar que o prefeito David Almeida está no mesmo grupo de Wilson Lima nas eleições deste ano em que o governador é candidato a reeleição.

Chico Preto contou ao Radar que inclusive tinha acabado de entregar seus documentos para a secretaria do Avante fazer seu registro de candidatura ao Senado Federal.

Confrontado com especulações de bastidores que chegaram ao Radar, que dão conta que o governador esteve em Brasília e teria ouvido do presidente da República a exigência de que ele (Wilson Lima) fizesse David Almeida retirar a candidatura de Chico Preto e os dois manifestassem apoio a quem Bolsonaro chama de “cumpadre”, o coronel Menezes, Chico Preto é curto, só não é grosso, e responde com um simples “eu acho é graça”, como se não acreditasse no que dizem as fontes do Radar.

“Eu respeito o que Wilson Lima queira ou seja obrigado, mas não posso comentar o que todos falarem, mas não sejam do Avante”, diz Chico Preto.

Senador lambe-botas

Ao ser questionado sobre o fato de que o candidato a senador que estará no palanque de seu próprio partido, o Avante, e do União Brasil, partido do governador Wilson Lima, na convenção das duas siglas partidárias, realizadas nesta quinta-feira (04) é o candidato do PL de Bolsonaro, coronel Menezes, Chico Preto fala como se desse pouca importância a isso e dispara: “não tem como estar no mesmo palanque com um cara (Menezes) que traiu o Amazonas”

Chico Preto ainda é mais duro quando comenta a postura do coronel Menezes de concordar integralmente com todas as decisões do presidente capitão Bolsonaro, Chico Preto critica: “Todo mundo sabe que sou eleitor do presidente Bolsonaro, sou alinhado com muitas das suas ideias, mas não sou subserviente. Não é Lula e nem Bolsonaro que precisam de senador, mas sim o Amazonas, e o Amazonas não precisa de senador lambe-botas”.