Wilson Lima aponta parceria entre Estado e população para reduzir déficit habitacional

Na manhã dessa quarta-feira (22), o candidato ao Governo do Estado pela coligação “Transformação por um novo Amazonas”, Wilson Lima (PSC), acompanhado do vice, defensor público Carlos Almeida (PRTB), participou de reunião com a comunidade do loteamento Parque das Orquídeas, localizado na zona Norte de Manaus.

O empreendimento de moradias populares de dois quartos é resultado de nove anos de luta de um grupo de moradoras que se uniu para elaborar, aprovar projeto e obter recursos para construir casas para os moradores que foram retirados pelo Estado de uma ocupação irregular em 2008.

Sem apoio dos governos estadual e municipal, o Movimento de Luta por Moradia obteve aprovação de edificação de um conjunto habitacional do programa “Minha Casa, Minha Vida” do Governo Federal com a liberação por meio da Caixa Econômica Federal de R$ 32,4 milhões para a compra do terreno, infraestrutura e construção. Das 600 casas construídas, 150 já foram ocupadas. As outras 450 ainda aguardam a liberação do Habite-se para que sejam entregues às mulheres chefes de família, com renda de até R$ 1.600,00, que foram inscritas pela organização do movimento.

O candidato à vice salientou que o empreendimento é modelo de solução para problemas sociais com baixo custo. “O Orquídeas integra o programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades, que é algo que o Amazonas ainda não conhece. É uma solução de moradia implementada pelo esforço popular com etapas desenvolvidas no sistema de mutirão para otimizar a aplicação dos recursos. Essa parceria entre a população e o poder público poderia minimizar o déficit habitacional do nosso Estado”, enfatizou Carlos Almeida.

Wilson Lima elogiou a iniciativa dos moradores e reprovou a atitude de órgãos governamentais, que burocratizam liberações, atrasando o andamento da obra. Segundo o candidato o exemplo de condução de política pública na área habitacional ministrado pelos moradores do Parque das Orquídeas deverá ser incorporado às ações do seu governo a fim de reduzir o déficit habitacional, que somente em Manaus, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad/Contínua), atinge 128 mil famílias que ainda não contam com casa própria.

“Construí minha carreira caminhando e ouvindo as pessoas. Muitas vezes acompanhei problemas na área habitacional de pessoas que moravam em área de risco. Ninguém mora numa invasão porque quer. Para sair dessa situação de vulnerabilidade, essas pessoas precisam do apoio do governo. Como eu não me aliei a candidatos da velha política, mas a homens respeitáveis e íntegros como Carlos Almeida e Luiz Castro da Rede de Sustentabilidade, que é nosso candidato ao senado, estou pagando um preço caro. Nossa coligação tem pouco espaço na televisão e recursos de campanha reduzidos, mas confio que a força do povo ao meu lado irá nos ajudar a vencer a eleição e colocar em prática nosso plano de governo, que irá beneficiar a população amazonense tanto da capital quanto do interior do Estado”, ressaltou Wilson Lima.

Durante o encontro, os moradores também reclamaram da falta de segurança, das ameaças de traficantes que tentam dominar a área, da pavimentação das ruas e da ausência de serviços básicos como saúde e educação, além da falta de oportunidade.

A cozinheira Ana Lúcia Barbosa, mãe de seis filhos com idades entre 14 e 27 anos, implorou para que o candidato lute para a instalação de novas empresas no Estado a fim de gerar mais empregos para os ociosos. “Nosso Distrito Industrial está indo embora. Wilson, nossos jovens estão todos parados, sem opção de trabalho. Só você, que é jovem como eles, pode fazer alguma coisa”.

Em resposta aos moradores, Wilson Lima, destacou que seu projeto irá priorizar a construção de moradias populares e um pacote de medidas para atender as necessidades básicas da população. ” A construção de moradias dignas faz parte de um amplo projeto de resgate da dignidade a que tem a população,que incluirá a instalação de serviços e equipamentos públicos voltados para quem precisa”, finalizou.

Propostas

O Plano de Governo da coligação “Transformação por um novo Amazonas” contempla reestruturação plena da política habitacional do Estado com a adoção das ações:

● Buscar parcerias com o Governo Federal e Municipais visando diminuir o déficit habitacional no Amazonas, incrementando os programas de habitação de interesse social, inclusive a construção de moradias populares para famílias de baixa renda, com condições efetivamente dignas;

● Revisar as condições das moradias populares empreendidas pelo Estado do Amazonas de modo a remediar as graves condições de habitação das populações hoje residentes;

● Continuar o Prosamim na capital e no interior com as devidas correções das falhas socioambientais do programa, especialmente em relação a indenizações e tratamento de esgoto;

● Definir criteriosamente as restrições de ocupação de uso do solo, ampliando especificidades técnicas que facilitem a ocupação sustentável, buscando viabilizar a habitação de interesse social.

Matéria de responsabilidade da assessoria do candidato.