Wilson Lima demite servidores de UBSs e prefeito convoca concursados às pressas (ver vídeo)

Em um vídeo que foi postado nessa terça-feira (21) a noite, às 20h, em seu Facebook, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, diz que terá que convocar às pressas servidores concursados porque o governador Wilson Lima demitiu 230 servidores da saúde que trabalhavam em Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Arthur demonstra descontentamento ao classificar a atitude de Wilson Lima de “extremamente grave” já que as demissões foram “muito de sopetão”, sem deixar a prefeitura se preparar para a ausência desses servidores nas UBSs.

Em tom de insatisfação, o prefeito conta que, por causa das demissões feitas por Wilson Lima sem aviso prévio, as UBSs ficarão desvalidas durante alguns momentos e a prefeitura terá que fazer remanejamentos internos para poder mantê-las funcionando até que se finalize a convocação dos concursados.

“Seria corresponde a algo que jamais faria e não farei (…) Se nós tirássemos os servidores da prefeitura que trabalham para o Hemoam, o Hemoam fecharia, a mesma coisa a Fundação Cecon que trata do câncer, a mesma coisa o Alfredo da Matta, a mesma coisa o Instituto de Medicina Tropical, a mesma coisa o Adriano Jorge. Mas eu quero que saibam e essa é uma marca da minha personalidade, uma marca da nossa gestão que não vamos trabalhar com retaliações, não vamos fazer nada disso, não vou tirar ninguém de nenhum desses lugares. Todo mundo cedido por nós lá servindo o Estado porque não estão servindo ao governador, estão servindo aos que padecem de câncer e outras doenças”, avisou Arthur.

Convocação emergencial de servidores pela Prefeitura de Manaus

Anunciamos hoje a convocação emergencial de 60 profissionais de saúde, do cadastro reserva do Processo Seletivo Simplificado de 2017, em virtude da exoneração de 234 servidores do Governo do Estado, a contar de 31 de maio, que atuam em 21 Unidades Básicas de Saúde do município.Os convocados têm até o dia 6 de junho para apresentar os documentos na Semsa Manaus. As medidas emergenciais não permitirão a descontinuidade do serviço prestado por estas unidades.

Posted by Arthur Virgílio Neto on Tuesday, May 21, 2019