Anúncio Advertisement

Wilson Lima gasta R$ 6 milhões com Carnaval; R$ 1,3 milhão só para A Crítica

Parafraseando minha semi-analfabeta, mas sábia mãezinha quando falava de pessoas que tiram vantagens das situações mesmo nos momentos de crise financeira, o governador Wilson Lima (PSC) e sua trupe são do tipo “pouca farinha, meu pirão primeiro”. Mesmo com o discurso de crise e rombo de R$ 3 bilhões nos cofres do Estado que, segundo o governador, ele teria herdado do seu antecessor, Wilson Lima não mostra a menor preocupação com as contas do Estado quando se trata de beneficiar amigos com cargos pagos com dinheiro público, assim como tirar dinheiro das contas do Estado para pagar aos seus ex-patrões, os Calderaro, R$ 1,3 milhão para TV A Crítica transmitir desfile das escolas de samba. Mas, pasmem, a conta a ser paga pelo Carnaval vai chegar ao montante de R$ 6 milhões, isso só em Manaus.

Os dados estão no Portal da Transparência e nos extratos dos contratos de patrocínio publicados no Diário Oficial do Estado (DOE). (Veja documentos no fim da matéria).

Engraçado que no governo Amazonino Mendes (PDT) – duramente criticado por Wilson Lima – o Grupo Calderaro recebeu tão somente R$ 510 mil para a transmissão do desfile das escolas de samba de Manaus e do Galo de Manaus – aquele tradicional bloco que leva milhares de foliões às ruas. No Governo do ex-funcionário do Grupo Calderaro, os gastos com a transmissão do desfile das escolas de samba de Manaus saltaram para mais de R$ 1 milhão.

De acordo com os extratos dos contratos de patrocínio, os valores serão destinados pelo Governo via Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) e serão divididos em R$ 190 mil para a empresa Rádio Jornal A Crítica Ltda, responsável pela produção e veiculação de spots e pela transmissão do Carnaval de Manaus no período de 20 de fevereiro a 09 de março deste ano; R$ 320 mil para a  Empresa de Radiodifusão Amazônia (ERA) Ltda. para produção e veiculação de VTs e pela transmissão do “Galo de Manaus 2019”, no período de 20 de fevereiro a 05 de março; além de R$ 871 mil, também pagos à ERA, para produção e veiculação de VTs  e transmissão do “Carnaval de Manaus 2019 – Desfile das Escolas de Samba”, no período de 20 de fevereiro a 09 de março. (Veja os CNPJs no fim da matéria)

Os valores estão empenhados e prontos para pagamento pelo Governo do Estado, segundo dados do Portal da Transparência.

A ERA tem como sócios nada mais nada menos do que os irmãos Dissica Tomaz Calderaro (Dissiquinha) – ex-patrão de Wilson Lima na TV A Critica – e  Tatiana Calderaro Tomaz. Já a Rádio Jornal A Crítica Ltda é comandada também por Dissica Tomaz Calderaro e pelo irmão, Umberto Tomaz Calderaro, o Beto Calderaro.

Pelo visto, o antes “De mãos dadas com o povo” virou “De mãos dadas com o Governo” especialmente quando se tem o ex-âncora e funcionário a frente da gestão estadual.

E o governador ainda divulgou um vídeo nas redes sociais tentando justificar os gastos com Carnaval pela geração de emprego e renda neste período de festividades. Embolsando R$ 6 milhões dos cofres públicos tem que garantir, no mínimo, alguma geração de emprego e rendam , né gente?  – e tomara que tenha dado pra botar os salários e os direitos trabalhistas de outros funcionários em dias já que eles vivem reclamando que tão levando “calote” em A Crítica.

“Apoio”

Feliz ou infelizmente, os gastos com o Carnaval não encerram com o valor milionário destinado aos Calderaro. Wilson Lima anuncia ainda um repasse de R$ 1,5 milhão às escolas de samba. Deste valor, R$ 1,2 milhão já foi empenhado via Secretaria de Cultura (SEC) para 19 agremiações que desfilarão no Sambódromo no próximo final de semana.

Os gastos, que já são estratosféricos chegam aos R$ 6 milhões se contabilizados os R$ 3,4 milhões destinados também pela SEC a uma tal de Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) – alguém sabe o que essa agência faz meu povo? Eu não sei!? A tal agência é presidida pela advogada Karenina Kanavati Lasmar que coincidentemente – será meu povo?- atuou juridicamente na defesa da ex-secretária de Comunicação dos governos de Omar e Melo e atual chefa de Gabinete de Wilson Lima, Lúcia Carla Gama.

O Governo de Wilson Lima justifica os milhões repassados para a agencia alegando que a AADC fará a “gestão administrativa, logística, de infraestrutura, de recursos financeiros para os diversas atividades carnavalescas na Capital e Interior do Estado, desfile das escolas de samba, carnaval popular, bandas e blocos, concurso de fantasia, entre outras atividades carnavalescas”. Pode meu povo?

Veja os extratos dos contratos com o Grupo Calderaro 

Veja o extrato de contrato de gestão firmado entre a SEC e a AADC

Veja o CNPJ da Rádio Jornal A Crítica Ltda

Veja o CNPJ da Empresa de Radiodifusão Amazônia (ERA) Ltda