Wilson Lima vai a Brasília de jatinho com um custo de R$ 100 mil aos cofres públicos (ver vídeo)

 

Vocês lembram do discurso do jornalista Wilson Lima durante a campanha eleitoral prometendo que no “governo do novo” ele adotaria medidas de austeridade para cortar gastos desnecessários com o dinheiro do povo? Acredito que vocês lembram também que um dos exemplos dados pelo então candidato ao governo Wilson Lima, repetindo o blá blá blá que usava como apresentador de programa “mundo cão”, era o uso pelos ex-governadores de jatinhos particulares pagos pelos cofres do Estado. Nessa época, ele era bronqueado com essas coisas.

Um vídeo enviado por uma das fontes do Radar em Brasília mostra que Wilson Lima cometeu mais um estelionato eleitoral exatamente como faziam os candidatos que ele denominava de representantes da “velha política”. A fonte mostra no hangar da empresa Rico Taxi Aéreo, o jatinho Citation PP-MDB usado por Wilson Lima para sua viagem a Brasília que tem um custo de R$ 100 mil para fazer esse percurso. Ele já não está mais bronqueado com a falta de austeridade com dinheiro do povo.

Chegou atrasado

Ao contrário de Wilson Lima, o superintendente da Suframa, coronel Alfredo Menezes, foi de voo comercial, e ainda deu tempo de salvar o governador do Amazonas do maior vexame que teríamos visto na história dos chefes do Executivo: um governador ir a Brasília e não falar com o presidente da República.

Apesar de ir de jatinho, Wilson Lima conseguiu não chegar a tempo da reunião da bancada do Amazonas com o presidente Jair Bolsonaro, na manhã de ontem, quinta-feira, dia 11 de abril. Quando sua excelência o governador do Amazonas chegou ao encontro de parlamentares federais do Amazonas com Bolsonaro a reunião estava acabando.

Wilson se encontrou no início da noite de ontem, por volta das 18h, com o presidente da República pela intercessão do colega de farda de Jair Bolsonaro, o Superintendente da Suframa, coronel Menezes.