Zé Ricardo pede à Justiça adiamento do Enem no Amazonas

Foto: Arquivo/EBC

Nesta quarta-feira (13), o deputado federal José Ricardo (PT) enviou uma representação à Procuradoria da República no Amazonas solicitando o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Estado, marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro. O pedido considera os altos números de casos e morte do novo coronavírus no Amazonas.

A representação é direcionada à União, ao Ministério da Educação e ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), responsáveis pelo exame. Como exemplo da necessidade de adiamento, o deputado resgatou que em novembro de 2020 a prova precisou ser adiada pela primeira vez, por conta do cenário da pandemia na época, e que agora a situação está ainda pior.

O documento apresenta um quadro com dados da Covid-19. Em novembro de 2020, primeira data marcada para o Enem, foram registrados 16.517 casos do novo coronavírus no Amazonas, além de 351 mortes. Já nos 12 primeiros dias de janeiro de 2021, são 17.057 casos e 525 mortes confirmados, de acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde.

“O evento irá aglomerar pessoas, primeiro dentro dos ônibus, pois a maioria dos candidatos e candidatas ao Enem vive na periferia e dependem de transporte coletivo para se deslocarem ao local da prova, depois, dentro das escolas e salas de aula, onde irão ficar confinados por, aproximadamente, quatro horas”, pontuou José Ricardo, acrescentando que os transportes intermunicipais e fluviais estão suspensos por meio de decreto estadual, impedindo o deslocamento destes candidatos.

Para o parlamentar, não há condições para realização do exame, uma vez que as cenas nas unidades de saúde são desesperadoras e há um número de mortos significativo. “A realização do Enem colocaria em risco a vida e a saúde de muitas pessoas, não apenas dos candidatos e candidatas, mas também de seus familiares e demais envolvidos na realização da prova.”, concluiu Zé Ricardo.

No Amazonas, aproximadamente 164 mil pessoas estão inscritas no Enem.

(*) Com informações da assessoria