Zona Azul já registra mais de 12 mil usuários cadastrados por app e site

Em pouco mais de um mês de funcionamento do Zona Azul, implantado pela Prefeitura de Manaus, aproximadamente 12 mil motoristas já fizeram uso do sistema utilizando os meios digitais (aplicativo e site), que permite a compra antecipada de crédito e facilita o estacionamento no Centro.

A compra de crédito antecipada por meio das plataformas digitais é uma grande vantagem, segundo o diretor operacional do Consórcio que administra o Zona Azul, Guilherme Ruiz, pois no momento de estacionar em uma das vagas o motorista não precisa realizar outro procedimento, já que o monitor identifica a placa do veículo e debita, automaticamente, a tarifa. Outra vantagem é que o motorista pode debitar outra tarifa sem precisar ir até a vaga ocupada, se ficar mais tempo (até o limite de 3 horas) estacionada.

Guilherme Ruiz explicou que para utilizar o estacionamento rotativo pelo aplicativo, o primeiro passo é fazer o download nas lojas Google Play ou Apple Store, buscando o nome Zona Azul Manaus. O aplicativo pedirá informações pessoais, como e-mail, senha, CPF e placa do veículo. Os usuários que não quiserem utilizar o aplicativo podem optar por fazer o cadastro no site www.zamanaus.com.br.

O Zona Azul custa R$ 2,45 por hora, com tempo máximo de permanência de três horas em cada vaga, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h. O monitoramento inteligente do sistema identifica onde está a maior quantidade de vagas ocupadas. Assim, monitores são enviados para atender os motoristas.

Atualmente, o serviço está funcionando com aproximadamente 60 monitores, 90% deles ex-guardadores de veículos que atuavam no Centro e seus familiares. Os monitores são funcionários contratados do Consórcio pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).